Dicas de Tratamento para Piscinas Aqualux

Confira aqui as Dicas de Tratamento para Piscinas Aqualux

  • 1) Já leu seu manual de usuário hoje?!

    Confira tudo o que diz seu manual; ele sabe de tudo!

    Já se fala há muito tempo que não lemos nossos “manuais de proprietário”, seja lá do que for; isso é um grande erro!! A falta de leitura deles é que causam os maiores problemas e discussões nas lojas e assistências. Basta que apenas UMA de suas instruções seja ignorada para colocar tudo a perder, a queimar o equipamento, perder o direito básico à garantia, perder durabilidade, gastar mais e gerar muita confusão.

    Por isso, a STA recomenda que todos os usuários leiam, e entendam o que consta nos manuais dos produtos. Você inclusive entenderá melhor como eles operam e vai obter um melhor rendimento diário deles. Se você perdeu e não os possui mais, baixe-os agora mesmo aqui em nosso site. (LINK)

  • 2) Nada de solução improvisada! Use somente peças originais STA.

    Essa é a única garantia que seu equipamento funcionara corretamente.

    Para conseguirmos manter a qualidade de nossos produtos e serviços, precisamos que você faça sempre a manutenção preventiva e adequada deles, substituindo suas peças e componentes eletrônicos somente pelas originais de fábrica, com total garantia STA, através de mão-de-obra qualificada em nossa rede credenciada de assistências técnicas.

  • 3) Aterrar é preciso!

    A falta de um bom aterramento faz perder segurança e a garantia do produto. Aprenda aqui a fazer o aterramento:

    A STA insiste de forma contundente que seus usuários instalem os equipamentos a um aterramento por razões técnicas muito objetivas: para oferecer maior segurança a todos, para garantir a durabilidade dos aparelhos e não perder a garantia original de fábrica. Para isso, as conexões à terra devem ser bem soldadas e/ou utilizar conectores adequados, é preciso ainda passar pelo “teste da lâmpada” para averiguar a qualidade do aterramento intercalando uma lâmpada de 120V/100w; esta deverá acender com boa intensidade e sua tensão no soquete não deverá ser inferior a 90% da tensão entre uma fase e o neutro da rede, com a lâmpada acesa. Se este ensaio não acender a lâmpada, no primeiro temporal mais forte seus equipamentos poderão ser queimados por uma descarga elétrica, e assim perderá a cobertura da garantia.

    Devesse cavar um buraco com um trado de 12’ (polegada) de diâmetro, bem próximo da casa de máquinas, até a profundidade de onde se inicia a terra úmida. Aplique verticalmente nesta cova uma placa de cobre de 20 x 50 cm de comprimento por 03 mm de espessura (se desejar uma durabilidade maior, usa-se medidas mais largas) tendo uma cordoalha de cobre (10,0 mm2 de secção) soldada à ela; quando esta atingir o fundo da cova, preencha os lados com folga ao lado da placa de cobre com sal grosso intercalando com carvão de lenha granulado até uns 20 cm acima da borda da placa. Depois disso, jogue bastante água por cima e molhe tudo; finalize socando muito bem a terra.

    A cordoalha que vem da placa de cobre enterrada deve chegar até a casa de máquinas e ser acoplada adequadamente ao seu equipamento, conforme descrito em manual técnico; tal cordoalha deve chegar em linha reta, sem vincos nem curvas, limitando a uma de 90¼ graus bem suaves. Tal aterramento protegerá a instalação de ações transientes, mas nunca de um raio direto, e por esta razão, recomendamos ainda que se coloque um pára-raios próximo a sua casa de máquinas.

  • 4) Migrando do tratamento químico para o processo de tratamento com AQUALUX; dificuldades iniciais.

    No processo inicial de adaptação pode haver alguns estranhamentos.

    Confira o que fazer nestas situações:
    Durante sua transição do velho sistema de tratamento químico à base de cloro, para o moderno processo de tratamento de água AQUALUX podem surgir algumas dificuldades iniciais de adaptação facilmente contornáveis.

    O excesso de sólidos em suspensão, um pH muito alto, restos de produtos químicos viciados são coisas que podem ocorrer e deverão ser aplicadas medidas corretivas para resolver isso.

    Antes de colocar o equipamento em funcionamento pela primeira vez, confira todos os parâmetros da água, principalmente pH e alcalinidade, se estiver desregulado faça a correção, faça uma cloração normal como era feito antes de você usar o Ionizador…pronto! Pode colocar o equipamento em funcionamento dando a carga inicial. Durante essa carga inicial mesmo não sendo uma regra sugerimos não utilizar a piscina, isso pelo fato da água estar sem tratamento durante esse processo, pois é necessário atingir o nível ideal de cobre para que se tenha uma água saudável.

  • 5) Minha piscina era SALINIZADA e agora...

    Infelizmente se sua piscina era tratada com Salinizador, será necessário substituir de 50% a 75% da água, o sal torna a água extremamente condutiva fazendo com que os eletrodos do Ionizador não trabalhem com eficiência.

  • 6) O que devo fazer antes de colocar meu Aqualux em funcionamento?

    Como sua piscina vai receber um novo meio de tratamento, e esse tratamento necessita de uma carga inicial, ou seja é necessário algumas horas para que o tratamento se inicie, temos que estar com a piscina em ordem, para isso é necessário fazer alguns acompanhamentos.

    A) Certifique-se que a alcalinidade esteja entre 80 e 120ppm.

    B) O ph tem que estar na faixa de 7,2 a 7,6

    C) Faça uma cloração normal usando 0,4gramas de cloro (Di Cloro) para cada 1000litros de água.

    D) Filtre por pelo menos 8 horas.

    A piscina ficou bem clarinha? Pronto!!! Pode por o seu equipamento em funcionamento.

  • 7) Minha piscina esta turva!!! E agora???

    Primeiramente temos que ter consciência que o Ionizador tem uma ação Bactericida, Algicida, Fungicida e Virulicida, porem não é um clarificante ou seja, não elimina a Turbidez da água.
    Quando ocorre da água ficar turva, isso pode ser causado por alguns fatores como:
    A) Excesso de material orgânico em suspensão.
    B) Alcalinidade desbalanceada.
    C) pH fora dos parâmetros (normalmente elevado)
    D) Filtragem deficiente
    E) Areia saturada (deve ser trocada a cada 2 ou 3 anos)
    F) Crepinas (Pé de Galinha) do filtro quebrada causa retorno de areia e sujeira para a piscina.

  • 8) Consumação mínima de Eletrodos: depende de sua piscina.

    Varia de acordo com o tamanho da piscina, uso e até localização geográfica.

    O AQUALUX é um produto que trabalha com eletrodos de cobre ou cobre e prata, praticamente esses eletrodos são o “coração e alma” de toda a ação do produto. Isso tem um desgaste natural de uso e um dia isso deverá ser trocado. As durabilidades destes eletrodos dependem de quanto sua “piscina bebe” destes metais, variando conforme volume, temperatura, poluição a ser descontaminada, etc. Mas sua vida útil média é de cerca de 03 anos. Portanto, fique de olho neles!

    Importante: sugerimos que se cole na calota de plástico da cuba do Aqualux uma etiqueta identificando as datas para efetuar as trocas em tempo certo, garantindo funcionamento correto do equipamento. Não nos responsabilizamos por trocas indevidas de eletrodos não originais e por funcionários que não pertençam a rede STA.

    Existem no mercado eletrodos piratas que podem danificar seu equipamento, alem de não realizarem um tratamento adequado, podem causar danos a saúde, pois são fabricados sem parâmetros próprios para uso. Use somente eletrodos originais AQUALUX que garantem o bom funcionamento de seu equipamento e o tratamento da água. Nossos eletrodos saem de fabrica com selo de procedência.

  • 9) Olha o nível !!!

    Confira regularmente o Cobre e mantenha-o ajustado.

    O equipamento AQUALUX fica com sua potência desajustada quando o nível de COBRE está muito baixo, ou muito alto. Com o estojo de análise fornecido junto com ele pela STA, cheque periodicamente como está a quantidade de cobre na água e controle-o com rigor, pois isso é fundamental para a eficácia do tratamento eletrônico de água.

    É necessário que a análise do teste de cobre resulte sempre na faixa “ideal”, então se estiver “baixo”, ajuste a potência do equipamento para 100% até que o resultado da análise marque “ideal”; se estiver “alto”, coloque-o na potência 0% até obter “ideal” em seu teste (para fazer o cálculo de dosagem, consulte a fórmula aplicada em nosso FAQ).

  • 10) Piscina manchada não tem graça!

    Siga as recomendações abaixo relacionadas se isso lhe acontecer.

    Isso só acontece se o nível de Cobre e/ou pH estiver alto e desajustado. Procure reduzir o nível de COBRE e ajustar o pH através de testes específicos para isso. Em casos extremos, será preciso fazer o descobreamento da piscina (este serviço é prestado por nossas assistências autorizadas a todos clientes STA), ou acompanhe o Manual de Descobreamento disponível em nosso Site. Não corra riscos; não tire a graça de sua piscina! Siga nossas recomendações contidas no manual de usuário e fique livre das manchas na piscina.

  • 11) Cobre? Que Cobre?!

    Se o COBRE de seu AQUALUX não está sendo adicionado à água de sua piscina, siga estes passos.

    Faça uma inspeção na cuba do AQUALUX, pois numa situação destas, ela deve estar muito impregnada de sujeira, e por isso, impede o lançamento de COBRE à água. Isto ocorre devido ao acúmulo de lodo entre os eletrodos, causado pela matéria orgânica e produtos químicos presentes na água da piscina.

    Diante disto, você deverá iniciar imediatamente o procedimento de lavagem dos eletrodos que ficam dentro desta cuba, executando os seguintes passos:

    A) Desliguar chave-geral.

    B) Fechar todos os registros.

    C) Abrir a tampa do pré-filtro.

    D) Retirar todas as borboletas e arruelas da cuba.

    E) Tirar a calota de plástico.

    F) Levantar a bateria de eletrodos.

    G) Esguichar com jato d’água, evitando molhar sua parte superior, removendo desta forma todo o lodo. Deve-se estar à mostra os vãos entre os eletrodos; se não lhe permite visão entre estes vãos, passe uma lâmina entre eles para limpar, e volte a esguichar água até desobstruí-los. A camada em tons azulados não precisa ser removida.

    H) Fechar a cuba e restabelecer suas ligações originais.

    I) Secar completamente a superfície externa do porta eletrodos para evitar decomposição eletrolítica.

    J) Apertar as borboletas moderadamente no sentido horário, fazendo em seguida mais dois reapertos no mesmo sentido sem uso de ferramentas.